Implemented by TechnoServe

fases em curso

Os agricultores a todos os níveis concentram-se na preparação/lavoura das suas terras, sendo que os 33 PACs/Pequenos Agricultores Comerciais ligados à COPAZA com recurso à mecanização/tractores e alfaias como charrua, grade e semeador mecânico. Esta fase decorrerá até finais de Dezembro e meados de Janeiro/2017, culminando com a sementeira mecânica, no referente às culturas de 1ª época.

15 de Novembro de 2016

À medida que vão usando esses meios mecâncios nas suas próprias terras, e de acordo coma a sua disponibilidade gradual, vão alugando mecanização aos seus pequenos agricultores familiares nas suas zonas de vizinhança, na base duma tarifa cobrada em moeda na altura. Apesar da fase de debulha mecânica (e manual) estar praticamente terminada para a maioria das culturas, alguns PACs ainda vêm alugando este tipo de operação a algum do sector familiar no referente a alguns feijões (boer e manteiga), e em menor grau ao gergelim. De momento, acontece também a fase final da época de hortícolas, com recurso à rega, onde se destacam os 10 PACs que possuem sistemas na base de moto-bomba e tubagem, na maioria rega em gravidade (apenas 2 casos com uso de aspersores). As projecções/perspectivas do regime de chuvas pelo INAM apontam para um arranque de campanha, de regular a bom nesta região do país. Só o tempo nos poderá realmente atestar dessa boa perspectiva...

 
 
 
 
22 de Novembro de 2016

A campanha agrícola 2016/2017 de multiplicação de sementes e produção de grão começou uma formação da Technoserv sobre práticas agrícolas modernas com vista a uma maior e melhor produção. Esta fase inicia-se com a preparação da terra, na qual de dá a destronca, a lavoura e a gradagem.

 

Os agricultores da COPAZA, em parceria com a SBS, vão usando os meios mecânicos nas suas próprias terras, e de acordo coma a sua disponibilidade gradual, vão alugando mecanização aos seus pequenos agricultores familiares nas suas zonas de vizinhança, na base duma tarifa cobrada em moeda na altura. As projecções/perspectivas do regime de chuvas pelo INAM apontaram para um arranque de campanha, de regular a bom nesta região do país. Seguiu-se a sementeira que teve lugar em meados de Janeiro. Em alguns casos houve a necessidade de realizar a ressementeira devido à chuva intensa que arrastou as sementes.

 
 
 
 
 
 
 
12 de Janeiro de 2017

Começa a época da sementeira, onde quase todos semearam, menos um devido a alguns imprevistos, como o caso do caudal do rio ter subido, impedindo assim a sua travessia para outro lado da margem, onde tem as suas terras. Após a sementeira, nesta segunda fase, os agricultores procedem ao desbaste e à amontoa, um processo que ajuda a proteger o cultivo. Após o desenvolvimento do cultivo acontece a primeira sacha, que acontece antes do aparecimento das primeiras pragas. Entretanto, analisa-se a condição das plantas e o seu desenvolvimento, efetuando-se o registo do ponto da situação. É nesta altura que se faz a verificação e controle de pragas e doenças de forma a activar os meios preventivos.

 
10 de Março de 2017

Segue-se uma terceira fase que coincide com o princípio da florificação, que é procedida de uma segunda sacha.

 
09 de Maio de 2017

Após as fases de preparação da terra, sementeira, sachas, e tratamento contra pragas e doenças, ultima-se o processo e chegámos à altura em que o cultivo segue para o escoamento e comercialização da produção. Este processo começa com as operações de colheita nos campos de cultivo, passando pela multiplicação de semente e a produção de grão. Seguidamente, tem lugar a debulha mecânica e manual, a limpeza e o ensacamento, processo em que a mulher tem um papel importante.

Nesta altura, a COPAZA realiza uma reunião como os seus membros para discutir vários assuntos, destacando-se entre eles o preço a praticar na comercialização. Também tem lugar outra reunião da Technoserv junto dos SHF (pequenos agricultores), para uma formação de boas práticas agrícolas e distribuição de motobombas para regadio. Finalmente, começa a última fase da campanha com o início do escoamento e comercialização dos produtos, quer no mercado informal ou informal.