Implemented by TechnoServe

O OBJECTIVO CENTRAL (...) FOI A CAPITALIZAÇÃO DE UM CONJUNTO DE PEQUENOS AGRICULTORES COMERCIAIS.

O Projecto de Multiplicação de Sementes para Fortalecimento dos Pequenos Agricultores Comerciais na Alta Zambézia (PMSFPAC), é um projecto desenhado e gerido pela TechnoServe Moçambique, através da sua equipa do Programa Agrícola, que tem vindo a ser financiado pelo Reino dos Países Baixos/Holanda, desde a sua 1ª fase decorrida de 1 de Novembro de 2012 a 31 de Outubro de 2015.​ Encontra-se actualmente, desde 1 de Março de 2016, na sua 2ª fase, que irá decorrer até 31 de Outubro de 2018.

O objectivo central na sua 1ª fase de 3 anos, foi a capitalização de um conjunto de pequenos agricultores comerciais – mais exactamente 33 PACs, na região da Alta Zambézia (distritos do Gurué e Alto Molócué) e em Malema/Ribaué (oeste da província de Nampula), com equipamentos agrícolas de lavoura, de debulha, de rega e de transporte de curta distância, no valor de 2,35 Milhões USD, tendo sido co-financiados 50% a fundo perdido pelo projecto/fundo Holanda, 10% com capitais próprios iniciais dos 33 PACs e 40% com recurso a leasing concedido pela banca comercial a 5 anos.   Esses equipamentos têm um potencial anual de lavoura mecanizada de pelo menos 5.000 ha, de debulha de 100 mils acos (5.000 ton) e de rega (apenas em 10 PACs) de 160 ha.

MULTIPLICAÇÃO DE SEMENTES PARA FORTALECIMENTO DOS PEQUENOS AGRICULTORES COMERCIAIS NA ALTA ZAMBÉZIA

QUEM SOMOS

Paralelamente, foi feita a sua capacitação agronómica em aspectos ligados à produção agrícola, ao longo das campanhas agrícolas e através da implantação/difusão de campos de demonstração e da realização de dias de campo.  Essas acções, tal como o título do projecto o indica, centraram-se na actividade de multiplicação de semente, por constituir um dos factores essenciais para desenvolvimento duma agricultura de futuro. Como antes referido, existem actualmente 33 PACs devidamente equipados e preparados agro-tecnicamente e agro-comercialmente, centrados em 3 grandes actividades:

   MULTIPLICADORES DE SEMENTES, ESSENCIALMENTE DE GRÃOS E COM PREDOMINÂNCIA NA SOJA;  

   PRODUTORES DE GRÃOS EM ÁREAS PRÓPRIAS;  

   VENDEDORES DE SERVIÇOS AGRÍCOLAS AO SECTOR FAMILIAR EM REDOR DA ZONA DE ACTUAÇÃO, 

  COMO O ALUGUER DE SERVIÇOS, GRADAGEM E SEMENTEIRA, A VENDA DE SEMENTES E  OUTROS IMPUTS (INOCULANTES, EM ESPECIAL NESTA FASE), E A DIFUSÃO DE TÉCNICAS  AGRÍCOLAS MELHORADAS    ATRAVÉS DA IMPLANTAÇÃO DE CAMPOS DE DEMONSTRAÇÃO PELOS  PACs;      

Em meados de Maio de 2014 foi criada a COPAZA - Cooperativa de Produtores da Alta Zambézia, constituída pelos 33 PACs como membros, com a publicação de estatutos no Boletim da República, a qual foi dotada de um Fundo Rotativo para Sementes doado pelo projecto no valor de 211 mil USD, gerido com a assistência da Technoserve, para garantir a continuidade da multiplicação de sementes dos seus membros mediante contratos anuais assinados entre a COPAZA e cada um dos PACs multiplicadores de sementes.  A assistência técnica nessa importante temática, central a todo este projecto, é também prestada pela TechnoServe.

Em Setembro de 2015, altura do arranque de construção da nova Unidade de Beneficiamento de Sementes em Magige (a 30 km do Gurué), a COPAZA associou-se numa joint-venture denominada SBS-Sociedade de Beneficiamento de Sementes a uma empresa privada de capitais moçambicanos/ SDAP - Sociedade de Desenvolvimento Agro-Pecuário, tendo co-participado em 20% com os equipamentos importados do Brasil no valor de 324 mil USD CIF Quelimane doados pelo projecto, com o parceiro SDAP que detém 80 % do investimento realizado, essencialmente através da construção e outras infraestruturas (PT, etc.) e equipamentos móveis (viaturas, fork-lift, etc.).  O investimento total realizado ronda o equivalente a 1,56 M.Usd, co-participado pela SDAP e pela COPAZA nas proporções antes referidas. 

​Terminada a 1ª fase deste projecto em finais de 2015, arrancou-se em 1/Março de 2016 com a actual 2ª fase, que irá decorrer até 31/Outubro de 2018, mantendo-se o financiamento da Holanda. Tem-se agora em vista a consolidação da COPAZA, da actividade produtiva e agro-económica dos 33 PACs, e o apoio à organização/arranque da SBS, sempre centrado no aspecto da multiplicação/produção de sementes, produção de grãos e venda de serviços agrícolas ao sector familiar em redor dos 33 PACs.

(...) GERIDO COM A ASSISTÊNCIA DA TECHNOSERVE, PARA GARANTIR A CONTINUIDADE DA MULTIPLICAÇÃO DE SEMENTES (...)